O que procura?

Os principais desafios no armazenamento e distribuição alimentar

10 Mar 2022
2022_03_noticia_armazenamento e distribuicao alimentar

Finda a sua confeção, é nas fases de armazenamento e distribuição que a segurança dos produtos alimentares se foca, sobretudo frescos, pré-cozinhados, congelados e ultra-congelados.

Autora:
Ana Machado
Certification and Business Enhancement Product Manager da SGS Portugal

Atualmente, as companhias de logística e armazenamento têm uma noção clara do papel que desempenham na segurança dos consumidores, e também elas devem cumprir normas internacionais como a ISO 22000 por forma a garantir a higiene, segurança e integridade dos produtos alimentares.

Quais os principais desafios no armazenamento e distribuição?

  1. Controlo da temperatura
  2. Segurança
  3. Fraudes
  4. Planos de resiliência e continuidade
  5. Sustentabilidade 

1. Controlo da temperatura — a temperatura é um fator crítico na preservação de produtos alimentares, e representa um desafio acrescido pelas especificidades técnicas que exige de veículos de transporte e locais de armazenamento. Este desafio é especialmente relevante quando se transportam produtos refrigerados, congelados e ultra-congelados, onde é imperativa a manutenção da cadeia de frio durante todo o processo, exigindo não apenas meios adequados como um criterioso respeito de tempos de entrega e movimentação de produtos.

Existe extensa legislação que regulamenta o transporte de produtos perecíveis, como o Acordo ATP, e que define os equipamentos a utilizar na distribuição, de acordo com as características dos diferentes bens-alimentares e das distâncias a percorrer. Este e outros referenciais definem ainda a periodicidade de revisão destes equipamentos, os instrumentos de verificação de temperaturas a utilizar, entre outros requisitos.

2. Segurança — a defesa de produtos alimentares contra atos de vandalismo, ameaças terroristas e outras ameaças de origem humana voluntária é igualmente capital, dada a sua potencial gravidade para a saúde de um alargado conjunto de indivíduos. No caso do bioterrorismo, a ameaça pode ser particularmente difícil de detetar, o que incrementa o risco para a população e entidades visadas.

3. Fraudes a prevenção da fraude alimentar é ponto de especial importância e atenção das empresas de logística. Por fraude alimentar entende-se a substituição, adulteração ou etiquetagem errónea dos produtos alimentares (ex.: diluição de azeite virgem com óleo de girassol, mistura de carne de outras proveniências numa embalagem de carne de bovino picada).

Além de potenciais riscos para a saúde humana decorrentes da má informação dada aos consumidores, a fraude alimentar ameaça todo o mercado e desvirtua a competição entre os diferentes agentes do mercado, ao permitir ganhos económicos ilegais e à custa dos consumidores.

4. Planos de resiliência e continuidade — no caso de algo correr mal, quais são os planos de contingência das empresas do setor alimentar? Se uma arca de refrigeração falha, que processos de minimização de perdas desencadeia a unidade de armazenamento? Se um camião de transporte de congelados sofre um acidente, como responde a organização responsável? De facto, a capacidade de resposta a emergências é um dos requisitos da ISO 22000, e é fundamental para assegurar a proteção dos produtores da indústria alimentar.

5. Sustentabilidade — Também a indústria alimentar deve participar nos esforços globais para a minimização das alterações climáticas e proteção do ambiente. Equipamentos de refrigeração, assim como todos os meios de transporte envolvidos na distribuição, são grandes consumidores de energia, e assumem por isso grande relevância no setor. Garantir a eficiência da sua infra-estrutura e o seu uso racional são pontos fundamentais na gestão do armazenamento e distribuição alimentar. 

Se pretende saber mais sobre Higiene e Segurança Alimentar, descubra os nossos cursos >>

Para mais informações, por favor contacte:
tel: 808 200 747 (Seg. a Sex. das 9h às 18h) 
@:pt.info@sgs.com

SOBRE A SGS

Somos a SGS - a empresa líder mundial em testes, inspeção e certificação. Somos reconhecidos como a referência mundial em qualidade e integridade. Os nossos 96.000 colaboradores operam numa rede de 2.600 escritórios e laboratórios, e trabalham em conjunto para possibilitar um mundo melhor, mais seguro e interligado.

Contacte-nos

  • SGS Portugal - Sociedade Geral de Superintendência S.A.

Polo Tecnológico de Lisboa,

Rua Cesina Adães Bermudes 5, Lote 11, 1600-604,

Lisboa,

Portugal